Scroll Top

Clássicos High Tech Internet Microsoft Navegadores Windows

A História do Internet Explorer

Curso de Manutenção de Celulares

Vou descrever aqui um pouco de sua história e seus fatos mais marcantes. O Windows Internet Explorer (anteriormente chamado de Microsoft Internet Explorer, ou em sua mais amigável abreviação IE.). Continua sendo adorado por muitos e talvez odiado pelo resto da humanidade. Foi desenvolvido pela Microsoft baseado no navegador Mosaic da empresa Spyglass que licenciou sua tecnologia, mas não o código-fonte. A Spyglass autorizou a Microsoft  para utilizar sua tecnologia da qual se tornou a base para o desenvolvimento do projeto Internet Explorer.


A primeira versão, o Internet Explorer 1.0 fez sua estreia em 16 de agosto de 1995. Era uma versão reformulada do Spyglass Mosaic com outro nome. Na época a equipe do Internet Explorer tinha apenas seis pessoas no início do desenvolvimento. Alguns meses depois do lançamento da primeira versão, foi lançado o Internet Explorer 1.5 para o Windows NT. No entanto com estes lançamentos a Microsoft apesar de disponibilizar o IE gratuitamente para seu sistema operacional, ela não pagava royalties a Spyglass, o que resultou em uma ação judicial e um acordo de milhões de dólares.

O Internet Explorer 2.0 foi lançado para o Windows 95 e Windows NT em Novembro de 1995, já com suporte a SSL e Cookies. O interessante é que esta versão também foi lançada para Macintosh e Windows 3.1, em abril de 1996.


Internet Explorer 3 foi lançado em 13 de agosto de 1996, e passou a ser muito mais popular do que seus antecessores. Incrivelmente o Internet Explorer 3 foi o primeiro navegador com maior suporte a CSS na época e também introduziu o suporte nativo para controles ActiveX, suporte multimídia e Applets Java.
Nesta versão a equipe já contava com cerca de 100 pessoas durante seu desenvolvimento de apenas três meses. A versão 3.0 também foi a pioneira na primeira grande falha de segurança do IE, o Princeton um perigoso Vírus Macro do Word, abria uma brecha onde poderia permitir qualquer pessoa mal intencionada a baixar arquivos no computador através de um backdoor e foi descoberto em 22 de agosto de 1996, nove dias após lançamento oficial do Internet Explorer 3.0.

O Internet Explorer 4 foi lançado em setembro de 1997. Seus métodos de distribuição e integração faziam com que a popularidade do browser aumentasse cada vez mais, e por uma jogada de Marketing bem sucedida da Microsoft, esta versão vinha integrada diretamente ao Windows 95 OSR 2.5. Com esta tentativa a Microsoft apostava forte em derrubar a rival Netscape, dona do Browser mais famoso na época, o Netscape Navigator. Com suas novidades o IE 4.0 agora tinha suporte para Diretivas de Grupo, Navegação Off-line e Outlook Express. O recém-lançado Windows 98, também já possuía esta versão.

Internet Explorer 5, lançado em 18 de março de 1999, foi incluído no Windows 98 Second Edition, foi um lançamento importante para a Microsoft, pois já suportava texto bidirecional, linguagens XML, XSLT e a possibilidade de salvar páginas da web no formato MHTML.

Além disso, com o lançamento do Internet Explorer 5.0, a Microsoft lançou a primeira versão do XMLHttpRequest, dando origem ao Ajax (embora o termo "Ajax" tenha sido inventado anos mais tarde). Em julho de 2000, uma nova versão atualizada é lançada, o Internet Explorer 5.5 tinha como novidade um melhor conceito em sua capacidades de impressão e suporte a HTML e CSS melhorados. Esta versão já estava incluída no Windows Me. No entanto, esta foi a última versão para Mac e UNIX. Neste ano somente a equipe do Internet Explorer, já era constituída por mais de 1.000 pessoas.
Apesar do sucesso, este foi um ano muito conturbado para a Microsoft, que foi acusada de monopólio pelo Governo Norte Americano, alegando em sua própria defesa afirmou que a integração de seu navegador ao seu sistema operacional Windows 98 SE não poderia ser feito para uso comum sem o Internet Explorer pois este já fazia parte do código fonte do Sistema Operacional.


Internet Explorer 6 foi lançado em 27 de agosto de 2001, poucos meses antes do lançamento do Windows XP. Esta versão incluia melhorias DHTML, suporte parcial de CSS nível 1, DOM, barra de mídia, integração com o Windows Messenger, redimensionamento automático de imagem e uma nova aparência mas não muito diferente da habitual. Uma nova atualização foi lançada pela Microsoft, chamada de Internet Explorer 6.0 SP1 oferecia várias melhorias em quesito de segurança e coincidiu com o lançamento do Windows XP SP1. Apesar de ser a versão mais famosa de todas, foi nesta versão que a Microsoft parou no tempo abrindo espaço para seus concorrentes. Por ser dominante no mercado de Navegadores, não se importou muito com novas versões e isso custou muito caro a Microsoft. Hoje ela já considera o IE6 mais um produto obsoleto.

Internet Explorer 7 foi lançado em 18 outubro de 2006. Ele inclui certas correções de bugs, melhorias para o seu suporte em padrões web, navegação por abas, um motor de busca mais ágil, leitor de feeds e filtro anti-phishing. Com o IE7 ao contrário das versões anteriores, o Internet Explorer foi dissociado do Kernel do Windows (devido a alguns processos judiciais referente ao monopólio da Microsoft), o Controle ActiveX não está mais hospedado no processo do Windows Explorer, mas é executado como um processo separado. O IE 7  foi incluído no Windows Vista e Windows Server 2008, e está disponível para o Windows XP Service Pack 2 e SP3 e Windows Server 2003.

Internet Explorer 8 foi lançado em 19 de marco de 2009. Ele estava em desenvolvimento desde agosto de 2007. E em 05 de março de 2008, a primeira versão beta foi liberada para o público. Em 27 de agosto de 2008, a segunda versão beta pública ( Beta 2) foi lançada. O IE8 é suportado no Windows XP SP2 e SP3, Windows Server 2003, Windows Vista , Windows 7 e Windows Server 2008. A novidade desta versão é o suporte para em arquiteturas de 64 bits. Em 9 de março de 2009 o Internet Explorer 8 "Final" finalmente foi lançado. Possuía uma maior segurança, facilidade de uso e melhorias no RSS , CSS, Ajax e uma melhor compatibilidade e respeito aos padrões Web/W3C (Infelizmente não é 100%).

No entanto, para evitar possiveis problemas de compatibilidade, o IE8 inclui também um comportamento de renderização do IE7. O Internet Explorer 8 também incluiu diversas melhorias significativas no desempenho ao suporte a Javascript. Mesmo não sendo o Browser padrão em meu sistema, esta versão foi a melhor e mais estável que utilizei.

Internet Explorer 9, atualmente está em desenvolvimento, com sua versão Beta já liberada. Provavelmente terá quase ou completo suporte para CSS 3 e outras propriedades, será mais rápido ao utilizar JavaScript e utilizará também aceleração de hardware para renderização usando Direct2D e DirectWrite.

A Microsoft confirmou que Open Web Font Format (WOFF) também serão suportados nesta versão do IE9. Apesar da Microsoft ainda continuar a menosprezar a importância de alguns padrões Web, esta versão provavelmente terá uma maior compatibilidade que em suas versões anteriores. Como o Internet Explorer perde mercado a cada dia para seus concorrentes, parece que desta vez a Microsoft "abriu os olhos" e para não repetir seus erros passados, dá um maior destaque ao IE9 que terá suporte nativo ao novo padrão HTML5.

Eu utilizei o Internet Explorer por muitos anos em minha vida, mas nunca consegui realmente me adaptar, até hoje ainda não é o meu navegador preferido, não o uso desde 2004, mas claro, também nunca deixei de testá-lo e acompanhar seus avanços ao longo do tempo, e como eu havia descrito acima, a versão que particularmente mais gostei foi o IE8. Aguardo curioso pela versão final 9, e quem sabe talvez eu mude meus conceitos sobre este navegador da Microsoft. 😉
Se você gostou, deixe um comentário.

escreveassim agradece!


Comente via:

  • Facebook
  • WordPress
  • Google Plus

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. Isadora Rissi disse:

    gostei

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.