High Tech Linux Tecnologia

Você sabe quantas distribuições Linux existem no mundo?

Curso de Manutenção de Celulares

O Linux, mais precisamente o seu núcleo, foi desenvolvido pelo Finlandês Linus Torvalds no início da década de 1990, como um projeto particular onde Torvalds desejava que seu projeto de S.O fosse muito melhor que o próprio Minix, uma variante de código aberto do Unix, que o inspirou na criação do Linux versão 0.02.

Todos sabemos que Linus Torvalds conseguiu alcançar sua meta, mas o próprio se quer imaginava que seu pequeno projeto de faculdade se tornaria tão imenso e muito conhecido mundialmente, inclusive com adoração por empresas de grande porte como a Oracle, IBM e Google.

Desde seu Lançamento há 20 anos atrás, o Linux obteve inúmeras distribuições ao redo do mundo. A Maioria destas distribuições foram baseadas nas distribuições primárias principais que são Debian, RedHat e SlackWare. Que tal conhecer agora através desta timeline, todas as distribuições Linux existentes no mundo?


As distribuições do Linux ou GNU/Linux começaram a receber uma popularidade limitada desde a segunda metade dos anos 90, como uma alternativa livre para os sistemas operacionais Microsoft Windows e Mac OS, principalmente por parte de pessoas acostumadas com o Unix na escola e no trabalho. Através dos anos o sistema tornou-se popular no mercado de Desktops e servidores.

Através da timeline, veja de onde originou sua distribuição favorita.

Linha do tempo do Linux e suas distribuções de 1992 até 2011

Através dos anos passamos por distribuições nem tão conhecidas ou até mesmo que foram destinadas somente ao seu nicho específico. Mas também vemos outras distros que fizeram sucesso e são muito conhecidas atualmente, como o Ubuntu, openSuse, Fedora e até mesmo o nosso querido Android.

Resumindo…

No decorrer do tempo várias distribuições surgiram, outras se juntaram como o Linux Mandrake e Conectiva Linux dando origem ao Mandriva ou simplesmente desapareceram como o LinuxPPC e Kurumin, cada qual com sua característica específica focando na melhor usabilidade ao tipo de serviço oferecido. Algumas distribuições são maiores outras menores, porém todas foram criadas sempre com a mesma finalidade, promover o software Livre!

Comente via:

  • Facebook
  • WordPress
  • Google Plus

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

17 Comentários

  1. Demais cara, parabéns pela matéria… sempre estou curtindo seus posts no Facebook… e até gostaria de saber se posso postar sua matéria no meu Blog, claro que com os devidos créditos do autor, que é o mais importante… de resto, gosto de dizer que é sempre bom testar e curtir SO diferentes… comecei com o Kurumin do Morimoto e estou sempre curtindo váriados SO´s.

  2. ricardo disse:

    esse linux é um lixo

  3. Joahermen disse:

    Pois é Ciro, Você está certissimo, por causa de pessoas como esse cidadão de visões bitoladas no mundo do Linux fiquei por muito tempo afastado, pois pessoas como ele discriminam nós outros. Entrei nesse blog justamente com a intenção de divulgar dois remasters que trabalhei baseados no Debian Squeeze com a finalidade de tornar fácil a utilização por pessoas leigas, afinal o LINUX é um SOFTWARE LIVRE e eu entendo que não é para haver apartaides e sim torna-lo popular ao ponto das pessoas cada vez mais se libertarem dos outros SOs que se tem que pagar para usar. Esse indivíduo faz-me rir, o Karlos Morimoto e Leandro Santos, com o seu Kurumin, popularizaram de forma fantástica o Linux em nosso país e ele vem querer desmerecer o trabalho desses gênios, ora faça-nos o favor, só pode ser inveja. A propósito com o que ele contribui além animosidades?
    Felizmente, como a maioria é pró Linux Livre e para todos peço a Você Rafael a gentileza de ajudar-me a propagar as minhas distribuições, são simples, mas, evidentemente, continuo procurando aprimora-las cada vez mais.
    Uma liveCd com LXDE descrita em
    http://xharmy.realjoia.net/
    e outra em KDE com fácil transito de pacotes Gnome também com cerca de 3GB para liveDVD cujos detalhes está em
    http://solrealjoia.realjoia.net/
    Minha intenção é que ambas sejam utilizadas sem muitas complicações mesmo por pessoas leigas.
    A do liveDVD é primordialmente para quem trabalha com música, video, imagens e outros.
    Acredito que quem gosta de Linux se interessará por esse meu trabalho e muitos que ainda resistem por o acharem complicado vão perceber que isso já está sendo vencido.
    Conto com Você para ajudar-me a divulga-las.
    Cordialmente,
    Joahermen

  4. Jet the Hawk disse:

    Bem, gosto muito do Linux (nunca iria imaginar que o nosso querido ANDROID descende dele), mas raramente o uso (mais por curiosidade de testar um novo SO e talz), uso o Ubuntu (é o melhor na minha opinião).

    • Eliseu disse:

      eu gosto do ubuntu e gostaria que mais pesoas pensacen como nois que usamos o linux de qualquer versão ele é o melhor e supera o windowns em todos os aspequitos.

  5. Glenn disse:

    Ciro, tem completa certeza que a Novell nunca desenvolveu nada antes para o Linux?
    Pesquise mais, meu caro… os drivers netware presentes tanto no BSD quanto no Linux são da Novell…
    E o Linux realmente não pertence á FSF, mas sabe, ele usa uma coisinha chamada GPL, que é mantida pela FSF como LICENÇA DE DISTRIBUIÇÃO DE SEU KERNEL…
    Ciro, se não sabe nem o que é software livre, sugiro ficar quietinho na sua…
    Remasters colaboram com o kernel Linux? Remasters tem alguma inovação, ou só pegam o que está pronto e coloca no seu "sistema" como algo que "inventaram"???
    Não defenda porcarias não, cara…

  6. Ciro disse:

    Até onde eu saiba Linux não pertence a FSF, e não podemos esquecer que o Linux foi criado em um esquema de colaboração, se acha que alguns remaster são sanguesuga o que não dizer de empresas como a Novel que simpelesmente comprou o SuSE e não desenvoveu nada antes, não podemos levar o mundo microsoft de negociar para o Linux.

  7. Glenn disse:

    E existem remasters RFISEFUQUIS, as porcarias que parecem penteadeiras de bicha, como BigLinux, Epidemic, Fenix, Kurumin e outras mais, que não obedecem a GPL, distribuem código proprietário ilegalmente na mídia de instalação, não contribuem com a FSF, não tem servidores próprios e se apóiam nas costas de uma distribuição séria, que gasta tempo e dinheiro estabilizando seu produto para esse povinho chegar e mudar papéis de parede e falar que são uma "distribuição"… Isso estraga o nome de todas as distros Linux.

  8. leo disse:

    pelo que contei uns 222 distribuições em funcionamento mas não tenho certeza

  9. Super Links disse:

    Muito legal esta matéria sobre as distribuições Linux. Parabéns!

    A Internet brasileira precisa muito de conteúdos interessantes, divertidos e positivos como estes que você está criando.

  10. Fliperama64 disse:

    Eu sou grande simpatizante do Linux,não o utilizo em fulltime devido à carência no que se diz respeito a jogos. O problema é essa pluralidade desnecessária de distribuições.

    Cada equipe de desenvolvimento faz as coisas do seu jeito,fazendo com que o usuário tenha que aprender a utilizar não um mas vários sistemas Linux.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.