Scroll Top

High Tech Video

Novo YouTube Promete Vídeos sem Pausas nem Atrasos

Curso de Manutenção de Celulares

Atire a primeira pedra quem nunca desistiu de assistir um vídeo no YouTube simplesmente por demorar a iniciar? A Google sabe muito bem sobre "A tortura de antecipação" e através do YouTube entende que cada centésimo de segundo conta, e que há uma fina linha que separa um usuário que ficará alguns minutos a assistindo um vídeo (e propagandas), de outro que ficará frustrado por esperar a inicialização do vídeo e sem questionar acaba fechando a janela do browser.

youtube-by-antialiasfactory
O objetivo é fazer com que este "atraso" se torne em algo do passado, e para isso utilizará todos os truques disponíveis e a tecnologia ao seu dispor, para nos trazer vídeos sem atrasos.

O YouTube sempre teve vídeos disponíveis em diferentes qualidades e resoluções, e no início isso fazia com que o browser fosse descarregando o arquivo correspondente à resolução escolhida, esperando-se que a velocidade de download fosse suficiente para ir acompanhando a velocidade de reprodução do vídeo. Quando isso não acontecia, lá aparecia uma pausa que esperava que o vídeo fizesse o download de mais alguns segundos antes de retomar a reprodução.

Provavelmente já terão reparado que hoje em dia isso raramente acontece, e o motivo por tal melhoria é a utilização de um sistema chamado "Sliced Bread" que adotaram em Abril de 2012. Cada arquivo de cada resolução é "cortado" em ínumeras "fatias", fazendo com que seja possível escolher a melhor fatia em função da largura de banda disponível do usuário. Ou seja, os primeiros segundos poderão chegar de forma quase imediata – em baixa resolução – e depois conforme a análise da velocidade, passarem a receber vídeo de melhor qualidade. Graças a este inteligente sistema, o número de pausas para buffering do vídeo foi reduzido em mais 40%.

Mas a novidade é que o YouTube está a trabalhando em novas formas de acelerar as suas páginas e vídeos para que se tornem ainda mais eficientes e instantâneas. Por ex. uma página do YouTube consiste na página web em si, no JavaScript que é executado, no leitor de vídeo, e só depois no vídeo. São processos feitos sequencialmente e que causam um atraso entre o "clique" no link da página e a reprodução efetiva do vídeo.

O Google vai passar a fazer o carregamento de todos estes elementos de modo paralelo, cortando alguns décimos de segundo (ou segundos, dependendo da velocidade da conexão). Melhor ainda, quando clicarem em outra página para assistirmos outro vídeo, o YouTube será suficientemente inteligente para ultrapassar a fase de recarregamento do leitor – que ficará na memória, e dando início ao vídeo imediatamente.

Sabendo que muitas pessoas não resistem a clicar nos vídeos relacionados que surgem no final de um vídeo, o YouTube passará a fazer um pré-carregamento (preload) das "fatias" iniciais dos vídeos relacionados, fazendo com que a reprodução de vídeos relacionados possa começar de forma quase imediata.

No lado móvel das coisas, o pré-carregamento estará disponível apenas no Android, mas deve estar chegando ao iOS em breve.
Se não tiverem atrasos de última hora, poderemos assistir os vídeos no novo YouTube mais rapidamente já nos próximos dias. Até lá nos resta mesmo é ir assistindo os vídeos até notar a diferença.

[button color="#COLOR_CODE" background="#77D1F4" size="small" src="http://abertoatedemadrugada.com/2013/06/novo-youtube-promete-videos-sem-pausas.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+AbertoAteDeMadrugada+%28Aberto+at%C3%A9+de+Madrugada%29" target="_blank" ]Fonte: abertoatedemadrugada[/button]

Comente via:

  • Facebook
  • WordPress
  • Google Plus

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.