Scroll Top

Curiosidades Marketing

Por que as marcas de tecnologia são tão valiosas?

Curso de Manutenção de Celulares

10 regras simples de mercado explicam o sucesso de empresas que fazem cada vez mais parte das nossas vidas.

Basta olhar qualquer ranking das marcas mais valiosas do mundo para constatar a força das empresas de tecnologia: Google, Apple, Microsoft, IBM, Amazon… Estão todas lá. E esse império não se constitui por mera coincidência. O que torna as empresas da área tão poderosas pode não ser consenso, mas certamente vai além dos cálculos matemáticos que resultam nessas listas. Algumas regras simples que quase todas têm em comum:

marcas-lucrativas-escreveassim

1 – Priorizam suas crenças
Através da filosofia "No que acreditamos" da Google, lá é exibido a seguinte citação (em primeiro lugar entre os nove tópicos): "Concentre-se no usuário e o resto será consequência". Em outras palavras, a alma do negócio não é fazer dinheiro, é responder às demandas do consumidor oferecendo a ele a melhor experiência possível, seja por meio de um produto ou de um serviço.

2 – Dão retorno financeiro
Ok, fazer dinheiro pode não ser a missão das empresas de tecnologia e, claro, isso também não está escrito no ícone "No que acreditamos", mas a sustentabilidade financeira é obviamente um fator central do sucesso delas. Dar retorno a acionistas, gerar empregos, movimentar a economia. Tudo isso valoriza uma marca. Então, jamais esqueça de fazer contas.

3 – Apostam na comunicação simples e direta
Você não precisa entender a ciência por trás dos gadgets para querer ter um deles. O mais incrível das marcas tecnológicas é exatamente isso. Elas saíram do gueto, do universo geek, descomplicaram o jargão técnico, aprenderam a se comunicar de forma simples e direta e revolucionaram a vida de leigos e experts.

4 – Lançam produtos que você não consegue viver sem
Nenhuma outra indústria sabe transformar tão bem desejo em necessidade. Se você tem mais de 30, basta fazer um exercício simples: pense em como era a sua vida 15 anos atrás. Você realmente precisava de smartphone, tablet, laptop, netbook, Kindle, iPod…?

5 – Nunca param de inovar 
Para as marcas tech, esta não é uma busca. É a própria essência do negócio.

6 – Valorizam o design
Forma e função definem um objeto. Por que não explorar o duo ao máximo?

7 – Criam a expectativa de que vem mais por aí 
Você acha que o seu smartphone ficou velho antes do tempo, tão logo é lançado um novo. E ele é lançado antes do que você imagina. A lógica é: compre um bom agora e logo, logo troque por um melhor.

8 Miram no Share of Heart 
Houve um tempo em que as marcas buscavam o share of mind, a lembrança na cabeça do consumidor. Um dos legados das empresas de tecnologia é que elas querem escancaradamente o share of heart ou o share of soul. O que mais uma marca pode desejar além de defensores apaixonados, capazes até de evangelizar os outros?

9 – Elas nos conectam
Com a informação, os livros, as pessoas, a música… As marcas de tecnologia lançam boa parte dos fios da grande rede em que vivemos.

10 – São confiáveis
Afinal, não dá pra conseguir tudo o que listamos acima se elas não tiverem credibilidade. Certo? 😉

[button color="#COLOR_CODE" background="#516E11" size="small" src="http://olhardigital.uol.com.br/colunistas/hugo_rodrigues/" target="_blank" ]Via | OD[/button]

 

Comente via:

  • Facebook
  • WordPress
  • Google Plus

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.