Scroll Top

Celulares Curiosidades Dicas Hardware High Tech Tecnologia

Como salvar um smartphone que caiu na Água em 5 passos

Curso de Manutenção de Celulares

Há casos de pessoas que deixam seus aparelhos caírem no chão, fato até que normal com a grande maioria das pessoas. Mas e quando eles caem na água?
Esse é um mal muito comum e depois do pânico inicial fica a pergunta: o que fazer para salvar o meu precioso smartphone? Para responder a esta dúvida deixo algumas dicas e sugestões que poderão, realmente, salvar o azarado equipamento e livrá-lo… de uma morte úmida.

shutterstock_193077380Imagens shuterstock

Se deixarmos cair o telefone na água, há alguma coisa que possa fazer para o "salvar"?

Apesar de não haver garantias de nada, existem alguns procedimentos que podemos fazer para aumentar significativamente as hipóteses de sobrevivência de um smartphone que caiu na piscina, entrou na máquina de lavar juntamente com as calças ou que tenha até mergulhado… no vaso sanitário.

Logo após vermos o nosso smartphone cair na água a primeira sensação é mesmo de pânico. E muitas vezes acompanhada de algumas (ou mesmo muitas) palavras… menos bonitas de nosso vocabulário.

shutterstock_249316072

Depois desses curtos segundos e de recuperar o nosso smartphone, há um conjunto de coisas (e muita paciência) que podemos fazer para tentar salva-lo:

1: Desligar o dispositivo

O primeiro passo a fazer assim que tiramos o smartphone da água é desligá-lo imediatamente. Não vale a pena tentar perceber se o mesmo ainda funciona, se responde ao nosso toque. A água não "mata" um smartphone de imediato, pois ela vai se alastrando no interior do equipamento de forma progressiva.

shutterstock_263522648

A água ao entrar em contato com a placa do dispositivo vai criando cada vez mais curtos-circuitos. Se tivermos o equipamento ligado e funcionando, a energia elétrica vai continuar a fluir pelos circuitos do dispositivo podendo "aproveitar" esses pequenos curtos-circuitos e provocar danos irrecuperáveis.

Por isso, fica a dica: a prioridade máxima é desligar por completo o dispositivo.

2: Retirar a bateria

Se o equipamento em causa tiver uma bateria removível a segunda coisa a fazer é retirar essa mesma bateria. Desta forma cortamos a alimentação de energia e evitamos que possam ocorrer descargas elétricas, como explicado acima e que podem provocar sérios danos na placa do aparelho.

shutterstock_224519446

Além da bateria é extremamente recomendado retirar também qualquer acessório removível. –  ou seja: temos que retirar os fones de ouvido (se tiver conectado) cartões SIM e cartões microSD que estiverem ligados ao aparelho.

3: Secador do cabelo e o banho de sol

Sim, um secador do cabelo pode também ser um muito bom amigo para recuperar seu tablet ou smartphone que caiu na água. A ideia é simples: dirigir o fluxo de ar de modo a que o mesmo circule pelos circuitos eletrônicos do equipamento e ajude a água a sair.

secador-smartphone-escreveassim

Mas atenção!! NUNCA, jamais utilize o secador de cabelo no modo de ar quente. Apenas utilizem o modo de ar frio. Isto pode parecer pouco intuitivo mas na realidade o ar quente vai fazer com que a água aqueça rapidamente, fazendo inchar certos componentes e, no caso extremo, se transforme em vapor que irá conseguir alojar-se em espaços de onde será muito mais difícil retirá-la e posteriormente oxidando certos componentes na placa.

Caso não tenha um secador de cabelo, deixe o aparelho tomar um bronzeado. – Deixe-o no sol por algumas horas em uma posição que a tela esteja sempre contra a luz do sol na maior parte do tempo.

4: O banho de arroz

Depois das ações sugeridas acima, não se precipite pois ainda não é hora de ligar o dispositivo. Se queremos mesmo ser bem sucedidos nesta operação delicada, ainda vamos ter que ter mais alguma paciência e recorrer a algo que em princípio está disponível em qualquer residência: o arroz.

Para salvar seu smartphone que caiu na água, pegue cerca de meio quilo de arroz e coloque num recipiente ou Tupperware que caiba seu dispositivo. Em seguida mergulhem o smartphone no arroz e feche o recipiente com sua própria tampa ou faça uma com papel filme, tentando retirar o máximo de ar possível do seu interior.

smartphone-arroz

A natureza seca do arroz  – vulgarmente conhecida como cuscuz,  vai fazer com que a umidade que ainda poderá estar dentro do dispositivo seja absorvida. Recomenda-se que o telefone permaneça sempre mais de 48 horas afogado no arroz, sendo que o ideal mesmo é deixá-lo por 72 horas. Durante todo este tempo não convém abrir o recipiente. Então… tenha paciência!

5: Esperar

Passado esse todo este tempo chegou a hora da verdade. Retirando o smartphone do arroz vamos tentar ver se ainda não existem mais indícios de água. Uma boa maneira para descobrir isso é sacudir o equipamento com alguma força, para que não saia respingos de água pelas portas USB ou pela saída de som, cartão SIM, SD etc.

shutterstock_225081706

Não havendo sinais de água, voltamos a colocar a bateria (se for removível), rezamos um pouco e ligamos o equipamento. Se tudo correu bem o seu dispositivo deverá voltar à vida, como se nada se tivesse acontecido. 😉

[button color="#COLOR_CODE" background="#COLOR_CODE" size="small" src="www.revolucaodigital.net/2015/05/20/salvar-smartphone-agu" target="_blank" ]Via | RD[/button]

Comente via:

  • Facebook
  • WordPress
  • Google Plus

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.