Celebrando 10 anos, Fedora Linux 20 “Heisenbug” já está disponível

Marcando 10 anos de Fedora Linux a versão 20 acrescenta suporte para processadores ARM, melhorias nos processos de virtualização e com Gnome 3.10

O projeto Fedora é uma distro Linux para aqueles que querem conhecer as novidades da tecnologia de ponta antes de todo mundo. Na verdade o Fedora é “quase” uma plataforma de testes da Red Hat e tem uma forte contribuição da comunidade sendo muito popular por incluir funcionalidades e tecnologias que não se vêm em outras distribuições Linux.
Após decorrentes atrasos, finalmente foi lançada a versão 20 “Heisenbug” do Fedora Linux.

O Fedora continua a ser uma das distribuições que mais trazem inovações, apresentando novas versões a cada seis meses. A versão final do Fedora 20  estava prevista para 10 de Dezembro, mas chegou com 7 dias de atraso (algo que começa a ser normal nesta distribuição).

Quais as novidades desta versão?

São muitas as novidades do novo Fedora 20 “Heisenbug”, das quais se destacam:

  • Arquitetura ARM – que é agora considerada a arquitetura principal (já que a tendência está centralizada para o segmento dos dispositivos móveis)
  • Novo Menu de sistema.
  • Melhorias ao nível da interface de autenticação com melhoramento do layout, transições, notificações, etc.
  • Novas opções incluídas no Centro de Controle, incluindo as opções para personalizar a interface de autenticação.
  • Bluez, para gerenciamento do Bluetooth
  • Melhorias no Network Manager
  • Os utilizadores podem agora adicionar, editar e activar perfis activos/não activos via nmcli. Há também agora suporte para interfaces bridge;
  • Melhorias na plataforma de cloud e virtualização
  • Sendmail deixa de estar presente, por omissão na distribuição
  • Syslog passa a ser substituído pelo systemd
  • Versão experimental do Wayland

Esta versão inclui também uma nova ferramenta que dá pelo nome de Gnome Software, que foi introduzida no GNOME 3.10 e está agora por omissão no Fedora 20, substituindo o velho gnome-packagekit frontends. Basicamente esta ferramenta permite procurar e instalar facilmente aplicações.

Além do suporte aos processadores em uma nova arquitetura, o Fedora traz melhorias de performance, modificações na interface e também uma evolução no uso de máquinas virtuais e claro o ambiente gráfico de trabalho Cinnamon 2.0 que também já está disponível em seus repositórios oficiais.

Para os fãs do famoso seriado Breaking Bad o codinome “Heisenbug” do Fedora Linux 20 não é um trocadilho com o personagem Heisenberg, alter-ego de Walter White do seriado. Para efeitos de conhecimento “Heisenbug” é um jargão na área da programação que se refere a uma falha na programação (algo como um bug) que fica mudando de comportamento aleatoriamente ou desaparecendo toda vez que o programador tenta solucioná-lo. Esta expressão é uma homenagem a Werner Heisenberg, um dos primeiros físicos a descrever a base da física quântica. Heisenberg (o físico) e seu princípio da incerteza são, com certeza, a inspiração do “nome de guerra” do personagem do seriado Breaking Bad.

[button color=”#COLOR_CODE” background=”#00ADEE” size=”medium” target=”blank” src=”http://pplware.sapo.pt/linux/fedora-20-heisenbug-final-disponivel-para-download/”]Via: pplware[/button] [button color=”#COLOR_CODE” background=”#3E6BA9″ size=”medium” target=”blank” src=”https://fedoraproject.org/”]Site: Projeto Fedora[/button] [button color=”#COLOR_CODE” background=”#B6C0CA” size=”medium” target=”blank” src=”http://fedoraproject.org/pt_BR/get-fedora”]Download: Fedora 20[/button]

Add Comment