Ultimate magazine theme for WordPress.

Pare de utilizar seu tablet ou smartphone antes de dormir!

0 87

- Advertisement -

Na cama você pega o smartphone só para ajustar o alarme, aproveita vai até ao Facebook, lê o email, explora as novidades no Instagram, joga um ou outro joguinho e… quando se dá conta são já 2… ou 3 da manhã.

Justamente pela citação acima um recente estudo norueguês, tendo como amostra 9846 adolescentes com idades entre os 16 e os 19 anos, pretendeu registrar e analisar os padrões de sono bem como a utilização da tecnologia ao longo do dia, com foco sobretudo na hora de deitar e os resultados não foram muito amigáveis para quem deseja ter uma boa noite de sono.

Male using Smartphone in Bed at Night

É certo que o cenário da imagem acima pode parecer muito familiar… como grande parte dos nossos leitores acessam nossos conteúdos muita das vezes pelo smartphone/tablet, é natural que sejam visualizados quando estão no aconchego das suas camas, antes de dormir.

Mas… será isso aconselhável ou até saudável? A resposta é clara: Não! O motivo já é conhecido, mas a grande parte dos usuários ainda não se conscientizaram de que… o LED das telas prejudica o sono.

1347029232_1345565927_iluminacion_led

Através dos resultados, publicados na BMJ Open, os investigadores determinaram uma situação a que designaram de “dose-response relationship“, ou seja, quando mais se utilizar dispositivos móveis, mais estes terão um impacto no seu sono e, consequentemente, aumentarão o risco de insônia.

E segundo os investigadores noruegueses…:

“Praticamente todos os adolescentes admitiram utilizar um ou mais equipamentos eletrônicos cerca de 1h antes de deitar/dormir […] O uso excessivo destes dispositivos foi significativamente e positivamente associado à latência para início do sono, ou seja, o tempo que demora para a pessoa adormecer, e uma deficiência no sono, existindo uma relação inversa na autorresposta entre a duração do sono e a utilização da tecnologia”.

Сон-2

Mas qual será o grande problema das telas LED? Alguns estudos anteriores indicam que a luz azul emitida pelas telas LED interferem com a produção de melatonina – hormônio responsável pela regulação do sono e vigília – no nosso cérebro.

Por sua vez, os investigadores noruegueses sugerem que talvez a radiação eletromagnética possa ser um dos fatores que nos impede de ter uma noite de sono descansada e com qualidade. E mais… a posição que adotamos ao usar os equipamentos na cama também podem desenvolver dores de cabeça e dores musculares.  E isto sem contar com as muitas outras formas que a Internet altera o nosso cérebro…

O estudo indica ainda que “O uso destas tecnologias pode afetar diretamente o sono, substituindo-o ou interferir através do aumento de excitação psicofisiológica”.

Isto é, não é apenas a mera utilização do smartphone mas sim o que se faz nele, o que se pesquisa, a que estímulos se está exposto. Um simples jogo como o Candy Crush poderá aumentar a frequência cardíaca e induzir a uma resposta de luta ou fuga.

electronics-at-night

No entanto, apesar de todos os alertas, é ainda deixada a mensagem de que são necessários mais estudos uma vez que toda esta tecnologia, e a nossa utilização da mesma, é um panorama tão recente, que esta problemática não tem ainda uma resposta concreta por parte da ciência no que diz a respeito à sua correlação com insônia.

Até lá… aqui ficam algumas sugestões do que pode ser feito:

  • Ajustar o brilho da tela do seu smartphone/tablet
  • Prefira ler um livro ao invés de ler conteúdos no dispositivo
  • Modere a utilização dos smartphones/tablets nas últimas horas/minutos antes de dormir
  • Prefira conteúdos pouco estimulantes visualmente, com pouca mistura de cores fortes
  • Evite conteúdos de caráter chocante, polêmico ou excitante como notícias de crimes bizarros
  • Evite entrar em conflitos através de comentários nas redes sociais (ou por SMS) uma vez que, na impossibilidade de confrontar, essas situações alteram o nosso estado de humor e, consequentemente, o nosso sono
  • Uma sugestão mais ‘bizarra’ mas de todo útil é a utilização de óculos de sol (sim… na cama!) como forma de minimizar os efeitos da luz das telas no funcionamento da atividade cerebral

 
Via | PPlware  Fonte | Mashable

- Advertisement -

Leave A Reply

Your email address will not be published.